Conselho do Twitter pede que acionistas votem a favor da compra de Musk

Compra do Twitter por Elon Musk avança mais um passo em novo anúncio da empresa (Photo illustration by Chesnot/Getty Images)
Compra do Twitter por Elon Musk avança mais um passo em novo anúncio da empresa (Photo illustration by Chesnot/Getty Images)
  • Compra do Twitter por Elon Musk avança mais um passo em novo anúncio da empresa;

  • Bilionário ofereceu US$ 44 bilhões para comprar a empresa e fechar seu capital;

  • Recentemente as ações da rede social vem caindo, estando quase 30% abaixo do valor oferecido por Musk.

Parece que o bilionário CEO da Tesla, Elon Musk, está cada vez mais próximo de se tornar dono do Twitter, após inúmeras controvérsias desde que anunciou seu intuito de comprar a rede social no início deste ano por um total de US$ 44 bilhões (R$ 227 bilhões na conversão atual)

Agora o Conselho Administrativo da plataforma emitiu uma recomendação a seus acionistas e investidores para votarem a favor da proposta de compra da empresa pelo CEO da SpaceX, que ofereceu um valor de US$ 54,20 por ação por ação da empresa, ou aproximadamente R$ 280 por papel.

Atualmente, no entanto, as ações da empresa se encontram em queda, acompanhando o movimento mais amplo do mercado, registrando um preço de US$ 38,51 nesta terça-feira. Isto é uma queda de quase 30% do preço oferecido por Musk.

Ainda não se sabe como Elon Musk irá garantir os fundos para a compra. Especula-se que ele utilize uma combinação de seus fundos pessoais, ações da Tesla e aporte de outros investidores.

Em um documento regulatório enviado AO SEC (Comissão de Segurança e Câmbio) divulgado nesta terça-feira, o Conselho de Administração do Twitter afirmou que "determinou que o acordo de fusão é aconselhável e que a fusão e as outras transações contempladas pelo acordo de fusão são justas, aconselháveis ​​e no melhor interesse do Twitter e de seus acionistas".

Entretanto a transação tem passado por momentos difíceis nos últimos dias. No início do mês, Musk ameaçou recuar do acordo depois de acusar o Twitter de mentir ao público sobre a quantidade de contas falsas existentes em sua plataforma. A empresa disse, em resposta, estar colaborando com o bilionário em seus pedidos de informação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos