Conselho de Segurança debaterá visita de ministro israelense à Esplanada das Mesquitas

O Conselho de Segurança da ONU irá discutir na quinta-feira "a questão palestina", após a onda de protestos internacionais gerada pela visita de um ministro israelense à Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém Oriental.

As Nações Unidas informaram que o Conselho, formado por 15 membros, estará reunido a partir das 15h locais para discutir "a situação no Oriente Médio, em particular a questão palestina".

A ONU reafirmou ontem "a importância de manter o status quo nos locais sagrados".

A Esplanada das Mesquitas, terceiro local mais sagrado do Islã e o mais sagrado para os judeus, que o chamam de Monte do Templo, fica na Cidade Velha de Jerusalém, no setor palestino ocupado e anexado por Israel.

Em virtude de um status quo histórico, os não muçulmanos podem ir lá em determinados horários, mas não podem rezar.

Nos últimos anos, porém, um número crescente de judeus, em geral nacionalistas, vão ao local para fazer orações, o que os palestinos denunciam como uma "provocação".

O novo ministro da Segurança Nacional israelense, Itamar Ben Gvir, um dos líderes da extrema direita de Israel, visitou ontem o complexo da Mesquita de Al-Aqsa, o que gerou uma onda de repúdio internacional, inclusive dos aliados americanos.

nr/kar/db/lb/mvv