#Verificamos: Lista de ‘conselhos dos hospitais’ contra Covid-19 traz recomendações falsas

Agência Lupa
·4 minuto de leitura
Lista de ‘conselhos dos hospitais’ contra Covid-19 traz recomendações falsas - Foto: Reprodução
Lista de ‘conselhos dos hospitais’ contra Covid-19 traz recomendações falsas - Foto: Reprodução

por JESSICA DE ALMEIDA

Circula nas redes sociais uma suposta lista de conselhos para que as pessoas tenham em casa os mesmos cuidados preventivos contra a Covid-19 praticados em hospitais. O texto menciona como medidas capazes de evitar o contágio o consumo de vitaminas C e E e de alimentos alcalinos, além da ingestão de limão com água morna. Também cita alguns sintomas que indicariam infecção pelo novo coronavírus. Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação:

Lista de ‘conselhos dos hospitais’ contra Covid-19 traz recomendações falsas - Foto: Reprodução
Lista de ‘conselhos dos hospitais’ contra Covid-19 traz recomendações falsas - Foto: Reprodução

“Podemos ter em casa os cuidados que são tomados nos hospitais.

  1. Vitamina C-1000 mg

  2. Vitamina E

  3. Das 10h às 11h, estar ao sol durante 15 a 20 minutos

  4. Refeição com ovo uma vez por dia

  5. Descansar/dormir no mínimo 7-8 horas

  6. Beber 1,5 litros de água diariamente

  7. Todas as refeições devem ser quentes (não frias)”
    Trecho de texto em imagem que circula nas redes sociais

FALSO

As informações analisadas pela Lupa são falsas. Consumir vitamina C não está entre as medidas de prevenção recomendadas para prevenir o Covid-19, de acordo com o Ministério da Saúde. O órgão diz que não há evidências científicas que mostrem que ingerir vitamina C seja eficaz contra o novo coronavírus, ao desmentir o vídeo de um suposto médico. Há outras duas verificações sobre o uso de vitamina C no combate ao novo coronavírus feitas pelo próprio ministério. A Lupa também desmentiu essa recomendação em março.

Além disso, nenhum dos outros ítens citados compõe a lista de recomendações (página 2) da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) para prevenção contra a Covid-19. Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, nenhum medicamento, substância, vitamina ou alimento específico é comprovadamente eficaz contra a doença. A Lupa já mostrou que não são medidas preventivas tomar sol, comer uma refeição com ovo ou ingerir comidas quentes.

“Observe que o pH do coronavírus varia de 5,5 a 8,5. Portanto, tudo o que precisamos fazer para eliminar o vírus é consumir mais alimentos alcalinos acima do nível de acidez do vírus. Tais como Bananas e Limão verde – 9,9 pH; Limão Amarelo – 8,2 pH; Abacate – 15,6 pH; Alho – 13,2 pH; Manga – 8,7 pH; Tangerina – 8,5 pH; Abacaxi – 12,7 pH; Agrião – 22,7 pH; Laranjas – 9,2 pH”

Trecho de texto em imagem que circula nas redes sociais

FALSO

Essa informação também é falsa. O Ministério da Saúde já havia desmentido o boato de que alimentos alcalinos evitam o novo coronavírus. Não há comprovação científica de que a Covid-19 seja “imune a organismos com um PH maior que 5,5”, sobretudo porque diferentes tecidos do corpo apresentam diferentes graus de acidez. Isso também foi desmentido pela Lupa em abril.

“Como saber que está infectado com o Covid-19:

  1. Comichão na garganta

  2. Garganta seca

  3. Tosse seca

  4. Alta temperatura

  5. Falta de ar

  6. Perda do olfato…”

Trecho de texto em imagem que circula nas redes sociais

FALSO

Apesar de muitos dos sintomas serem, de fato, os mais comuns em quadros de infecção pela Covid-19, eles não são suficientes para diagnosticar a presença no novo coronavírus.

O diagnóstico depende da investigação clínico-epidemiológica e do exame físico, segundo o Ministério da Saúde.

Além disso, o que o texto analisado pela Lupa chama de “comichão na garganta” é comum em casos de rinite alérgica, que em conjunto com outros sintomas podem ser confundidos com a Covid-19. A rinite não provoca febre e falta de ar, por exemplo. Ainda assim, somente profissionais da saúde, com auxílio de dados clínicos e outros exames laboratoriais, podem confirmar a existência de alguma doença, até mesmo alérgica.

“E o limão com água morna elimina o vírus no início, antes de atingir os pulmões”

Trecho de texto em imagem que circula nas redes sociais

FALSO

Nenhum estudo científico comprovou que a água morna com limão tem eficácia no combate ao SARS-CoV-2. O Ministério da Saúde também confirmou que a informação é falsa. A Lupa checou uma história semelhante em março e classificou como falsa.

Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco pelo número +55 21 99193-3751

Editado por: Maurício Moraes