Ex-prefeito de NY diz que Trump reembolsou seu advogado por pagamento a atriz

Washington, 3 mai (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reembolsou seu advogado Michael Cohen com os US$ 130 mil que este pagou a atriz pornô Stormy Daniels, segundo revelou na quarta-feira o ex-prefeito de Nova York e também advogado do republicano, Rudolph Giuliani.

Em entrevista para a emissora "Fox News", Giuliani garantiu que o "presidente reembolsou" o dinheiro a Cohen.

"Trump não conhecia os detalhes disso, até onde eu sei. Mas ele sabia que o acordo geral era que Michael (Cohen) cuidaria de coisas desse tipo", acrescentou Giuliani.

As declarações do ex-prefeito de Nova York contradizem com as do presidente, que até agora sustenta que não sabia da transação, além de desconhecer de onde saiu o dinheiro.

Stormy Daniels e Trump estão envolvidos em uma batalha judicial depois que no começo do ano vazasse para a imprensa o pagamento que Cohen realizou à atriz pornô pouco antes das eleições presidenciais de 2016.

O objetivo do pagamento, supostamente, era que Daniels não revelasse uma relação sexual que teria mantido com Trump em 2006, pouco depois dele ter se casado com a atual primeira-dama americana, Melania Trump.

A transação poderia ter violado as leis americanas sobre financiamento eleitoral, ao considerar que tinha como objetivo preservar uma boa imagem de Trump, como candidato, em um momento especialmente crítico do processo eleitoral.

Giuliani, no entanto, disse ontem que esse pagamento não violou lei eleitoral alguma, já que o dinheiro não saiu da campanha.

Stormy Daniels foi aos tribunais para desfazer o pacto, um litígio que ainda não foi resolvido.

Cohen, por sua parte, reivindica uma quantia milionária a atriz por ter quebrado o acordo de confidencialidade e ter feito pública a aventura que supostamente teve com o agora presidente dos Estados Unidos. EFE