Consórcio Nordeste pede 'urgência' a Queiroga na compra de Coronavac para crianças

·1 min de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - JANUARY 17:Pedro da Silva receives a dose of Pfizer vaccine as part of the first group of children inder 12 years of age to be part of the immunization campaign against COVID-19 on January 17, 2022 in Sao Paulo, Brazil. As Omicron cases increased in the last week, State Governments decided to start vaccinating children between 5 and 11 years old.  (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)
Criança recebe a primeira dose da vacina em São Paulo. Foto: Alexandre Schneider/Getty Images.
  • Aprovação pela Anvisa veio nesta quinta-feira

  • Saúde ainda não fez pedido ao Instituto Butantan

  • Laboratório tem 15 milhões de doses prontas

Após a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovar o uso da vacina Coronavac contra covid-19 em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos nesta quinta-feira (20), o Consórcio Nordeste enviou um ofício ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pedindo que a pasta compre com urgência o imunizante do Instituto Butantan.

Mesmo com a aprovação, o Ministério da Saúde não tem um contrato em vigor que supra a demanda de doses.

Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, afirmou que o governo federal não entrou em contato sobre a compra de novas doses. No momento, o instituo tem 15 milhões de doses prontas.

O governador Paulo Câmara, presidente do Consórcio, lembrou ao ministro na carta que a pandemia se agravou nos últimos meses com o surgimento da variante Ômicron.

"Peço que o Ministério da Saúde realize compra das referidas vacinas já disponíveis no Instituto Butantan e proceda a distribuição entre os estados conforme o Plano Nacional de Imunização", escreveu. "Tal medida deve ser tomada em caráter de absoluta urgência, algo absolutamente compatível com as atribuições deste Ministério".

Enquanto isso, também na quinta-feira, Queiroga afirmou em suas redes sociais que aguarda a publicação da decisão da Anvisa no Diário Oficial da União e que irá considerar a inclusão no Plano Nacional de Operacionalização da vacinação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos