Constituição não tem pena para abuso de crianças, diz Bolsonaro

·1 minuto de leitura
Presidente Jair Bolsonaro

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que a Constituição Federal não tem a pena que ele considera ser adequada para punir casos de abuso sexual contra crianças.

O comentário de Bolsonaro ocorreu em evento de lançamento do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, promovido pelo Ministério da Família, Mulher e Direitos Humanos.

"Não haverá por parte deste ministério --tenho certeza-- o encobrimento de qualquer pessoa que porventura tenha cometido ou esteja cometendo um crime como esse que, no meu entender, não tem pena na nossa Constituição, mas tem no coração de um ser humano", disse Bolsonaro.

O presidente, entretanto, não especificou o que considera a punição recomendável para esse tipo de caso.

Em sua fala, Bolsonaro disse que, como parlamentar, tinha "mais liberdade" para definir o que deveria fazer com pessoas que cometem esse tipo de crime.

"Como presidente, eu vou me violentar um pouquinho aqui e não dizer o que devia ser feito com essa pessoa" afirmou.

"Se fosse com a minha filha, seria feito isso e tenho certeza que se fosse com os filhos de vocês a grande maioria faria aquilo que estou pensando agora, porque não tem como relativizar o tipo de violência como esse", emendou.

Ao lado da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, o presidente elogiou o trabalho realizado e disse pedir a Deus que "vocês continuem com essa toada e possíveis operações que devem ocorrer cheguem realmente a quem tem que chegar".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos