Consulado de Portugal no Rio é assaltado, diz polícia

·1 min de leitura

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O consulado de Portugal no Rio de Janeiro foi invadido e assaltado neste sábado e os criminosos fizeram reféns durante a ação, disse a polícia fluminense.

Armados, os criminosos renderam os seguranças do local e, após fazerem reféns, roubaram jóias, computadores e outros itens que estavam no consulado português, segundo a polícia.

A suspeita dos policiais é que os criminosos tenham entrado por uma região de mata que fica atrás da casa onde fica o consulado português no bairro de Botafogo, na zona sul da capital fluminense. Não houve feridos.

"O caso foi registrado na 10ª DP (Botafogo). A perícia foi realizada no local e imagens de câmeras de segurança foram requisitadas para análise. Os policiais realizam diligências, inclusive na mata próxima, em busca de indícios relacionados ao crime que possam ajudar na identificação da autoria", informou a Polícia Civil do Rio.

O consulado português foi procurado, mas não respondeu de imediato a pedidos de comentários.

Em setembro, um homem ainda não identificado pelas autoridades policiais lançou uma bomba caseira contra o consulado da China na capital fluminense, também no bairro de Botafogo, área nobre da cidade. O ataque ao consulado chinês danificou apenas o portão de entrada do local.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos