Consumidor americano vê ‘caminho complicado’ com variante Delta

·1 minuto de leitura
Espaço com placa de aluga-se. Economia americana pode sofrer baque com a variante Delta. (Liu Jie/Xinhua via Getty Images)
  • Nova onda de COVID-19 tem prejudicado crescimento nos EUA

  • Crescimento esperado em agosto era de 6%

  • Previsão para 2022 também foi rebaixada, após aumento dos casos

O Goldman Sachs refez sua revisão sobre o crescimento da economia dos Estados Unidos para 2021. Segundo o relatório do banco, os consumidores americanos enxergam ‘um caminho complicado’ para a retomada, principalmente, com o crescimento dos casos de Covid-19.

O crescimento geral revisado é de 5,7%, de acordo com o relatório enviado pelo economista Ronnie Walker. No final de agosto, o aumento esperado era de 6%. E para 2022, a expectativa também foi reduzida de 4,6% para 4,5%.

Explicando o rebaixamento para 2021, Walker escreveu que os consumidores americanos tendem a gastar menos em meio ao surgimento da variante Delta, diminuindo o apoio fiscal e mudando da demanda de bens para serviços. Ele acrescentou que as interrupções na cadeia de suprimentos também afetaram o reabastecimento de estoque.

“O obstáculo para um forte crescimento do consumo no futuro parece muito maior: a variante Delta já está pesando no crescimento do terceiro trimestre, e o enfraquecimento do estímulo fiscal e uma recuperação mais lenta do setor de serviços serão obstáculos no médio prazo”, disse Walker.

O banco também elevou sua projeção para a taxa de desemprego para 4,2% no final de 2021, ante uma estimativa anterior de 4,1%. Apesar disso, os EUA têm conseguido recuperar uma boa parcela da força de trabalho, que havia perdido o emprego no começo da pandemia em fevereiro de 2020. Atualmente, 5,6% da população americana está procurando uma recolocação no mercado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos