Consumidora que encomendou iPhone e recebeu saco de areia celebra envio correto

Louise Queiroga
·3 minuto de leitura
Foto: Facebook / Reprodução

Após enfrentar uma saga para resolver o recebimento de uma compra online totalmente equivocada, em que chegou até sua casa um saco de areia em vez do modelo de iPhone escolhido, a consumidora Lilian Estevanato enfim pôde comemorar nesta quarta-feira, dia 3, o envio correto de sua encomenda. Mas até que isso fosse possível não foi nada fácil, conforme ela relatou em uma publicação no Facebook.

Lilian fez a primeira postagem do caso na segunda-feira, quando também saiu numa emissora de TV local em Brasília, onde ela reside, uma reportagem contando a situação, descrita por ela na rede social como "bizarra". Com a repercussão da história tanto na internet quanto na imprensa, agora ela demonstra gratidão pela resolução do problema.

"Amigos, recebi hoje (dia 3) o iPhone verdadeiro! Não tenho como agradecer o suficiente todo o apoio... fica aqui o meu MUITO OBRIGADA!", atualizou Lilian.

Na publicação original, ela relatara que resolveu trocar de aparelho por considerar que estava na hora de um mais moderno, especialmente porque utiliza-o para o trabalho.

"Nos tempos atuais em que videoconferência e afins tomaram boa parte da nossa vida, dei aquela economizada e resolvi investir em um telefone novo: um iPhone 12 pro — que sonho!", disse.

Para economizar e ainda adquirir a mercadoria em um site confiável, Lilian justificou sua escolha pelas Casas Bahia, porque "estava com um descontinho à vista".

"Sem marketplace — vendido e entregue pelas Casas Bahia... Beleza", acrescentou.

Na segunda-feira, contudo, ela divulgou a foto do pacote que recebeu em sua casa, mostrando um saco de areia no lugar do produto. Seu primeiro passo foi ligar para a empresa e fazer uma reclamação.

"Estão evitando me atender de todo jeito... Em até 10 dias úteis alguém entrará em contato... Não sei nem o que pensar sobre isso... Amigos advogados, alguém disponível?", pediu ajuda na rede social.

No mesmo dia, a publicitária relatou ter conseguido contato com a loja após registrar uma mensagem no Reclame Aqui, explicando ter tido duas opções: realização de um novo envio ou estorno do valor.

"É triste que esse não seja o atendimento padrão da empresa, e que eles precisem esperar barulho nas redes sociais e cobertura da imprensa para posicionar de forma aceitável um cliente em uma situação bizarra dessa, mas estou otimista que teremos um final feliz 'de forma amigável'".

Passados apenas três dias, Lilian ressaltou sua gratidão a todos que compartilharam sua história.

"Não é fácil fazer uma exposição assim.. Recebi o meu produto e agradeço especialmente a imprensa — o envolvimento deles foi fundamental para resolução do caso", contou, destacando que há reclamações sobre erros no e-commerce semelhantes ao que ela passou, em que "as lojas só empurram com a barriga e pedem prazos absurdos para 'análise'".

"O envolvimento da imprensa e reportagens envolvendo Procon e advogados de direito dos consumidores são um serviço para a população, pois orientam e demonstram como buscar seus direitos... afinal, nem todo mundo tem a mesma disposição, meios e até mesmo conhecimento para ir atrás", completou, usando a hashtag #agorafoi para demonstrar alívio com o fim da problemática.

Nos comentários da postagem de Lilian, a página das Casas Bahia se pronunciou sobre o episódio:

"Lilian, ficamos felizes por tudo ter se resolvido! De qualquer forma, continuaremos analisando o caso para verificarmos onde essa situação ocorreu, viu? Estamos trabalhando para que casos como esse não voltem a acontecer. Qualquer coisa, estamos à disposição! #equipeDoCB", afirmou.

No mesmo espaço da rede, a publicitária usou uma interjeição ("AEEEEEEEE!!!") para celebrar o recebimento do celular correto, publicando também uma foto do dispositivo.