Consumo em cidades pequenas sobe 23% em cinco anos e impulsiona expansão de negócio no interior do país

Bruno Rosa
·1 minuto de leitura

RIO - Empresas dos mais diferentes tamanhos miram pequenas cidades do interior do país para crescer. É movimento que ganhava fôlego há cinco anos e foi impulsionado pela pandemia. Entre 2015 e 2020, o consumo nas 50 maiores cidades do Brasil subiu perto de 15%. Já nos outros 5.520 municípios, o crescimento foi mais acelerado, de 23%, mostram dados da consultoria IPC Marketing.

— Desde o início da pandemia, muitas pessoas se mudaram para locais menores, e elas buscam as marcas que conhecem das grandes cidades. Hoje, o foco é 100% interior — diz o presidente da rede espanhola de depilação Não+Pelo, José Rocco.

A rede, revisou sua estratégia. Das 15 aberturas previstas para os próximos meses, todas são em locais com menos de 50 mil habitantes. Hoje, 70% das 265 franquias da rede estão no interior. Outras empresas seguem o mesmo caminho.