Contador foi enforcado com cinto antes de ser carbonizado

Morte brutal de contador choca o país (Getty)
Morte brutal de contador choca o país (Getty)

O contador Nilton de Paula Ferreira, de 41 anos, encontrado morto em Niquelândia, em Goiás, foi enforcado antes de ter o corpo carbonizado no último sábado (21). Segundo a Polícia Civil, o homem estava com um cinto no pescoço ao ser achado no quintal de casa.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Sandro Leal Costa, a causa da morte do contador foi delimitada como asfixia por constrição no pescoço da vítima.

Ninguém foi preso. Segundo o g1, os policiais ainda aguardam laudo pericial para verificar se foi possível coletar algum detalhe que indique a autoria do crime.

“Vai ser um trabalho bem investigativo. Todas as pessoas que estiveram com ele vão ter que dar todos os detalhes para ver se é possível chegar em algum autor ou autora”, afirmou o delegado.

A Polícia Civil, segundo o g1, trabalha com duas possíveis linhas de investigações.

A primeira é de que tenha sido um crime "passional". Segundo a polícia, “há indicativos de que ele teria ido para casa acompanhado para fins lascivos”.

Já a segunda hipótese é de que tenha sido latrocínio, que é o roubo seguido de morte. De acordo com o delegado, testemunhas afirmaram que o homem tinha cerca de R$ 40 mil em casa. O dinheiro não foi encontrado pelos policiais.

Relembre o caso

O corpo carbonizado do contador Nilton de Paula Ferreira, de 41 anos, foi encontrado no quintal de sua casa, em Niquelândia, no norte de Goiás. Horas antes, seu carro havia sido encontrado queimado em outro ponto da cidade.

O caso ocorreu no último sábado (21). O Conselho Regional de Contabilidade de Goiás (CRC-GO) publicou em suas redes sociais uma nota de falecimento no mesmo dia, lamentando o ocorrido. “Nilton foi um exímio profissional e entusiasta da contabilidade”.

A Polícia Civil afirmou ao portal G1 que recebeu primeiro a denúncia de uma carro completamente queimado na saída do município. Mais tarde, familiares da vítima foram à delegacia registrar seu desaparecimento.

Depois, o veículo, um Fox branco, foi identificado como sendo de Nilton. O carro foi localizado em uma área de mata no início da GO-237. Já a vítima foi encontrada pelos próprios familiares na casa onde ele vivia, no bairro Soares.

Ainda segundo a Polícia Civil, o celular do contador estava com um adolescente de 14 anos, que disse que encontrou o aparelho em um terreno, depois de ouvir um alarme soando.

Os agentes suspeitam que o autor do crime estava com Nilton na noite anterior.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos