Contaminados com Covid-19 furam isolamento e hostilizam equipes de saúde em MS

·2 minuto de leitura
Profissionais têm sofrido com a hostilidade dos contaminados - Foto: Divulgação/Secretaria de Saúde
Profissionais têm sofrido com a hostilidade dos contaminados - Foto: Divulgação/Secretaria de Saúde
  • Cidade sul-mato-grossense tem registrado casos de contaminados desrespeitando o isolamento

  • Para piorar, profissionais de saúde são hostilizados por estes contaminados quando os notificam

  • Prefeito local pediu que a população colabore na luta contra a Covid-19

Profissionais de saúde da cidade de Coxim, no Mato Grosso do Sul, estão relatando casos extremos de descaso e desrespeito de moradores locais com a Covid-19. Segundo eles, diversos contaminados têm ignorado o isolamento mesmo sabendo que estão com o vírus.

De acordo com informações do G1, o gerente de Vigilância Sanitária da cidade, Luiz Eduardo do Santos, contou que já foram registrados diversos episódios deste tipo. Além disso, alguns contaminados hostilizaram as equipes de saúde ao serem notificados para ficarem em casa.

Leia também

"Temos uma ficha de pessoas que testaram positivo, isolamos elas e os familiares. Mas, infelizmente, quando os agentes de saúde vão visitá-los nas casas, constatam que o isolamento não foi cumprido", declarou.

Segundo Luiz Eduardo, foi realizada uma força-tarefa no último fim de semana, justamente para reforçar a ordem de isolamento entre os contaminados. Os profissionais, porém, não foram respeitados.

"Está complicado. O que temos passado ultimamente é uma situação realmente difícil para todos que estamos trabalhando nas fiscalizações", contou.

Contaminados estão ignorando o isolamento em Coxim-MS (Mario Tama/Getty Images)
Contaminados estão ignorando o isolamento em Coxim-MS (Mario Tama/Getty Images)

O gerente de Vigilância Sanitária considerou que os habitantes de Coxim “não estão levando a Covid-19 a sério”. "O que temos percebido é que as pessoas não querem mais ficar em casa”.

“Se a população não ajudar, fica complicado”

O descaso da população com a doença foi relatado ao prefeito Edilson Magro (DEM), que reforçou o apoio à Polícia Militar e à vigilância sanitária para a fiscalização. O político afirmou que a cidade seguirá impondo medidas restritivas até que os números da Covid-19 caiam.

"A prefeitura dá todo o respaldo para a Polícia Militar fiscalizar, mas se a população não nos ajudar, fica complicado. Todos precisam atuar juntos, pessoas do município e fiscalização com muito rigor, para sairmos dessa situação", disse.

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura da cidade de 34 mil habitantes, no último domingo, Coxim teve 66 óbitos causados pela Covid-19. São 167 casos ativos, sendo 13 de pacientes internados e outros 154 em isolamento domiciliar.