Contingente de presos trabalhando cresce 42% em SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Mesmo com a população carcerária em queda no estado de São Paulo, o número de presos trabalhando no sistema penitenciário cresceu 42% nos últimos dois anos, e alcançou 34.734 em 2022.

A principal causa é o arrefecimento da pandemia e a retomada da economia. Em 2020, eram 24.478 pessoas privadas de liberdade exercendo alguma atividade remunerada.

No mesmo período, a população carcerária reduziu de 232.829 para 197.891, segundo dados atualizados em julho, o que representação uma diminuição de 15%.

Atualmente, são 477 contratos com instituições públicas e privadas gerenciados pela Funap (Fundação Professor Dr. Manoel Pedro Pimentel), a responsável pela contratação de mão de obra prisional no estado.

Os dados foram extraídos do Anuário Brasileira da Segurança Pública Edição Especial 2022, lançado nesta semana, e comparados com informações exclusivas da Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos