Contra coronavírus, 240 socorristas começam a atuar em Paraisópolis nesta quarta

EMÍLIO SANT´ANNA
SÃO PAULO, SP, BRASIL, 28.04.2020 - Leitos para acolhimento de moradores com sintomas da Covid-19 em escola de Paraisópolis. (Foto: Ronny Santos/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Começa a funcionar nesta quarta-feira (6), na favela de Paraisópolis, zona sul de São Paulo, uma brigada de emergência composta por 240 socorristas da própria comunidade. Na maioria, eles são líderes de rua, que já auxiliam os moradores mais carentes do bairro e que agora receberam formação em primeiros socorros.

Cada uma das seis regiões da favela, onde moram cerca de 100 mil pessoas, terá dez equipes da Primeira Brigada de Emergência de Primeiros Socorros. Além disso, 12 bombeiros civis serão contratados pela União de Moradores e do Comércio de Paraisópolis.

Tudo está sendo bancado com o dinheiro de doações, diz o presidente da associação Gílson Rodrigues. "Aqui o Samu não entra, então resolvemos formar os moradores para prestar o primeiro auxílio aos doentes, para estar na linha de frente", afirma.

Segundo Rodrigues, foram compradas pranchas para remoção de pacientes e kits de proteção individual para os brigadistas.

Quatro ambulâncias e médicos já haviam sido contratados pela comunidade.

Segundo a União de Moradores, a iniciativa respeita os protocolos de emergência nacional e internacional, como o da American Heart Association e Emergency First Response.

*

Saiba como doar para instituições como a União de Moradores de Paraisópolis.

PARA DOAR DINHEIRO

- O Fundo Emergencial para a Saúde - Coronavírus Brasil foi instituído por três entidades: Idis (Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social), Movimento Bem Maior e BSocial para captar doações para compra de de equipamentos hospitalares e para UTIs, testes para coronavírus, materiais de proteção para médicos e enfermeiras e medicamentos. As doações são pela plataforma www.bsocial.com.br/causa/fundo-emergencial-para-a-saude-coronavirus-brasil/doar ou na conta da Sitawi Finanças do Bem (Itaú, ag. 0413, c/c 16266-0, CNPJ/MF 09.607.915/0001-34);

- O G10 das Favelas lançou a campanha de financiamento coletivo Apoie Paraisópolis a Combater o Coronavírus por meio da plataforma www.esolidar.com/crowdfunding/detail/3-g10-apoie-paraisopolis-a-combater-o-corona-virus?lang=br;

- O Instituto Phi, Ekloos e Banco da Providência lançaram a campanha Rio Contra Corona (www.riocontracorona.org) e aceitam doações também pela conta do instituto (Itaú, ag. 0726, c/c 07246-5, CNP 19.570.828/0002-94);

- A Central Única das Favelas lançou o Fundo Solidário Covid-19 para a campanha Mães da Favela. Doações podem ser feitas pelo site da iniciativa: www.maesdafavela.com.br/doar;

- A UniãoSP, movimento voluntário da sociedade civil para fortalecer o combate ao coronavírus no estado, criou o Fundo Emergencial de Apoio à População Ameaçada pela Covid-19. Contribuições devem ser feitas pela plataforma www.uniaosp.org;

- A Fundação Tide Setubal destinará recursos a projetos periféricos que combatam a pandemia do coronavírus em regiões vulneráveis, por meio da plataforma benfeitoria.com/canal/enfrente, em que capta contribuições e faz o match de recursos para organizações;

- O movimento Família Apoia Família é uma plataforma aberta que convoca as famílias brasileiras a cuidar umas das outras durante a crise da Covid-19. Para contribuir, basta acessar benfeitoria.com/canal/familias

- A ONG Turma do Bem lançou campanha de financiamento coletivo para manter o trabalho de atendimento a mulheres vítimas de violência através de sua rede de dentistas voluntários. As contribuições podem ser feitas pela plataforma Kickante (https://kickante.com.br/salveaturmadobem);

- A organização da sociedade civil Vocação está promovendo, até o final de abril, a “Ação Solidária contra COVID-19”. Por meio de uma campanha online (https://www.vocacao.org.br/campanha/covid19.html), a organização busca arrecadar recursos financeiros para a compra de cestas básicas e produtos de higiene para auxiliar milhares de famílias em vulnerabilidade social da zona sul da cidade de São Paulo. As doações serão feitas semanalmente, conforme forem recebidas as arrecadações pela campanha online e as doações extras de empresas parceiras. O valores arrecadados contribuirão para a compra de cestas básicas e kits de higiene que custam, em média, R$ 60 cada. A meta até o fim da campanha é atingir a marca de R$ 180 mil para a compra de 3.000 cestas;

- A Saúde Criança, que atua há 28 anos e é considerada a melhor organização social da América Latina, está fazendo uma campanha para enfrentar a situação atual. Com as doações, será possível ampliar os recursos disponíveis para que 250 famílias —mais de mil pessoas— comprem itens básicos de sobrevivência, como medicamentos, alimentos e materiais de higiene. As doações via cartão de crédito devem ser feitas pelo site da campanha (https://doe.saudecrianca.org.br/coronavirus/people/new). Já contribuições por transferência bancária devem ser direcionadas para Associação Saúde Criança Renascer / CNPJ: 40.358.848/0001-01, nos bancos Itaú / Agência: 0532 / CC: 18096-5; Bradesco / Agência: 1444 / CC: 26259-5 ou Banco do Brasil / Agência: 3519 / CC: 29.905-7;

- A ONG Renovatio, que leva saúde visual e doa óculos para os que precisam, lançou uma campanha para arrecadar fundos para Complexo Hospitalar Móvel recém instalado no Hospital das Clínicas na Unicamp. A ação é feita em parceria com a ONG Expedicionários da Saúde. O dinheiro arrecadado será usado para a compra de máscaras, testes rápidos e outros equipamentos necessários para tratar pacientes infectados pelo coronavírus. Interessados podem contribuir pelo site da campanha (https://renovatio.colabore.org/coronavirus/people/new);

- Encabeçado pelo Non Stop, líder no gerenciamento de artistas e influenciadores da América Latina, o Movimento Stop Covid-19 irá arrecadar fundos para minimizar os impactos do Covid-19. A meta é chegar a R$ 1 milhão que serão doados para a Cruz Vermelha Brasileira, maior instituição de ajuda humanitária do mundo. As doações serão revertidas para auxiliar no combate e tratamento do novo coronavírus. Para contribuir, basta acessar a plataforma online (https://www.stopcovid19.com.br/page/cadastreseprimo);

- Para aliviar o impacto psicológico do confinamento, o projeto Isolamento Social fornece apoio psicológico online e gratuito. Com uma fila de espera volumosa, a plataforma busca ampliar a capacidade de atendimento por meio de um financiamento coletivo (https://apoia.se/isolamentosocial). Interessados podem contribuir com qualquer valor.


PARA DOAR ALIMENTOS E PRODUTOS DE HIGIENE

- Ação da Cidadania Contra a Fome e o Movimento Bem Maior arrecadam doações pela plataforma de crowdfunding benfeitoria.com/acaocontracorona. O dinheiro é revertido em cestas básicas e materiais de higiene para trabalhadores e famílias;

- O Unicef Brasil está fazendo a ponte entre empresas que querem doar itens de saúde e higiene e as comunidades mais vulneráveis em todo o país. Doações podem ser feitas pelo site secure.unicef.org.br/Default.aspx?origem=covid19 ou pelo telefone 0800 605 2020;

- Pelo instagram @uniaobrorg é possível se engajar no movimento que se espalha em subgrupos pelo Rio, São Paulo, Pernambuco e Goiás. O objetivo é organizar a captação e a distribuição das doações e apoiar as comunidades mais vulneráveis aos efeitos da pandemia;

- A ONG Banco de Alimentos lançou uma campanha para fortalecer a entrega de alimentos durante a quarentena para entidades sociais que não podem suspender seus atendimentos a idosos e crianças. Para doar acesse bancodealimentos.colabore.org/juntoscontracovid19/single_step;

- O Fundo de Emergência Gastromotiva Covid-19 foi criado para manter o Refettorio e abrir novas Cozinhas Solidárias. Contribuições podem ser feitas na conta da entidade (Itaú, ag. 0619, c/c 35732, CNPJ 08.505.223/0001-12);

- Clientes das redes do GPA (Grupo Pão de Açúcar) podem doar por meio dos aplicativos Pão de Açúcar Mais e Clube Extra. É possível também reverter as estrelas acumuladas pelo programa Meus Prêmios em doações para instituições como Redes da Maré, Cruz Vermelha, Conexsus ou Tide Setubal. Por meio do e-commerce, pode-se fazer doações de cestas básicas para a instituição Amigos do Bem;

- A travess.a está arrecadando fundos para a compra de cestas básicas para três comunidades da zona leste de São Paulo —Jardim Lapena, Vila Jacuí e Jardim Morumbizinho. Qualquer valor pode ser doado para Instituto Nova União da Arte (Banco do Brasil, ag. 1267-X, c/c 55141-4, CNPJ 07.676.917/0001-50)​.