Contra prostituição, moradores de bairro em SP ameaçam expor clientes em redes sociais

Reprodução/GloboNews

Moradores do bairro Planalto Paulista, na zona sul de São Paulo, decidiram tomar uma medica drástica para combater a prostituição na região: estão ameaçando expor os clientes em redes sociais. A informação é do portal G1.

Uma reclamação constante na vizinhança é sobre a sujeira e o barulho que tomam conta da região durante a madrugada, além de cenas de sexo explícito nas ruas. Eles relatam que grupos de prostitutas e travestis já integram o dia a dia do bairro, independentemente do horário do dia.

Embora tenham acionado as autoridades, alegam não terem recebido nenhum tipo de suporte. A solução encontrada foi se unirem para instalar câmeras de segurança pelas ruas e prepararem faixas que ameaçam publicar os registros na web.

O intuito é afastar a clientela que se sinta desconfortável em ser descoberta por meio de placas de carros ou até imagens que mostrem o rosto.

No entanto, os vizinhos podem ser processados por difamação pelas pessoas expostas na web. Apesar da possibilidade, os moradores do bairro afirmam estarem dispostos a correrem o risco.