Contrato com Butantan para compra de mais 54 mi de doses da CoronaVac será assinado na 6ª-feira, diz Saúde

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA (Reuters) - O Ministério da Saúde informou neste sábado que o contrato com o Instituto Butantan para a compra de 54 milhões de doses adicionais da vacina CoronaVac contra a Covid-19 será assinado na próxima sexta-feira.

Em ofício encaminhado ao instituto, divulgado pela pasta, o secretário-executivo do ministério, Élcio Franco, pediu que o cronograma de entrega das novas doses seja encaminhado até a próxima quarta. Também solicitou a antecipação do cronograma de entrega do primeiro lote já adquirido do Butantan, de 46 milhões de doses.

A entrega completa do primeiro lote está atualmente prevista para acontecer até abril. O instituto importou 6 milhões de doses prontas da vacina e está recebendo matéria-prima para envasar mais 40 milhões de doses.

Na documento encaminhado ao diretor-presidente da Fundação Butantan, Rui Curi, e ao presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, Franco diz que o ministério não se opõe a que a fundação retenha no futuro doses das vacinas destinadas a São Paulo, desde que seja observada a distribuição equitativa aos Estados e os critérios do Plano Nacional de Vacinação.

O ministério também solicitou que sejam apresentados os recibos de entrega e recebimento das vacinas pelo Estado e também recibos das doses já retidas pelo instituto para distribuição direta a São Paulo.

Na noite de sexta-feira, o ministério havia divulgado que o contrato seria firmado na semana que vem, mas não havia especificado o dia. Antes disso, Dimas Covas disse em entrevista coletiva que a assinatura para a compra dos 54 milhões de doses se daria na terça-feira.

(Por Isabel Versiani)