Contribuições dos trabalhadores do INSS sobem a partir de agora; confira como ficam

Extra
·1 minuto de leitura

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que reajusta as aposentadorias e as pensões do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), corrige também as contribuições previdenciárias que os trabalhadores da ativa fazem mensalmente. Com o percentual de 5,45% de inflação acumulada em 2020 — índice que foi divulgado nesta terça-feira (dia 12), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) —, confira como ficam os recolhimentos a serem feitos para a Previdência Social a partir de agora.

MEI

No caso dos contribuintes individuais (MEIs), as contribuições se baseiam no salário mínimo. Neste caso, o recolhimento mensal é de 5% sobre o piso nacional. Portanto, o valor que era recolhido ao INSS — de R$ 52,50 — vai subir para R$ 55 (5% de R$ 1.100). Isso sem contar os impostos (ISS e/ou ICMS).