Convenção do MDB foi só a primeira derrota de Lula, diz presidente do Cidadania

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Para o presidente do Cidadania, Roberto Freire, o resultado da convenção do MDB nesta quarta-feira (27) foi apenas a "primeira derrota" do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A senadora Simone Tebet (MS) foi confirmada pelo MDB como candidata à Presidência da República com 262 votos sim e 9 votos contrários dos 182 votantes --alguns têm mais de um voto. São 279 votantes no total --ou seja, 97 não compareceram. A ala lulista da legenda tentou adiar a votação e, como não conseguiu, articulou não endossar a candidatura.

"O resultado da convenção do MDB ontem demonstra que articulação lulista foi derrotada. O Lula acha que está com essa corda toda, quando não está", afirmou Freire.

Segundo ele, as pesquisas que mostram o ex-presidente à frente são "recall", ou seja, fruto do fato de ele ser mais conhecido de outras eleições. "Essa foi só a primeira derrota de Lula. Se prepare, que podem vir outras", diz.

A convenção, no entanto, frustrou lideranças emedebistas pela indefinição do vice. O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) tem dado sinais de desânimo e a mais cotada para substitui-lo na missão é a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA).

Freire diz estar na expectativa, assim como o restante dos envolvidos, e aguarda uma definição de Tasso. Só a partir daí PSDB e Cidadania debaterão as alternativas.

Tasso está nesta quinta-feira (28) em Fortaleza, cuidando da disputa no estado. Estava prevista um definição ainda hoje, mas seus interlocutores afirmam que ela deve ficar mais para o fim da semana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos