Convenção do PSDB deve adiar indicação do vice de Simone Tebet

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP, E BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A convenção da federação entre PSDB e Cidadania, nesta quarta-feira (27), deve delegar à cúpula do partido a indicação do vice na chapa presidencial da senadora Simone Tebet (MDB-MS).

Na prática, a medida dá tempo às legendas para definir quem ocupará o posto, já que o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) tem dado indicativos de que não pretende participar da disputa. A expectativa é de que o martelo seja batido até sexta-feira (29).

Tasso tem mantido diálogo frequente com os presidentes do MDB e PSDB, Baleia Rossi e Bruno Araújo, além da própria Tebet, e indicado dificuldades que a campanha enfrenta. A principal deficiência seria na comunicação, que não conseguiria transmitir ao eleitor as qualidades da parlamentar.

Nesta terça-feira (26), Tasso emitiu uma nota na qual afirma ter sido o primeiro a manifestar entusiasmo pela candidatura e a qualifica como "preparadíssima" e capaz de unir o Brasil.

"No entanto, a definição da vice depende de uma série de conversas e entendimentos internos de sentido político e eleitoral, em que o propósito final será encontrar aquilo que seja o melhor para a candidatura. Qualquer que seja a decisão, estarei do lado dela", diz.

No último domingo, Tasso conversou com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre o cenário no Ceará e pediu apoio ao candidato petista ao governo do estado, Elmano de Freitas.

Interlocutores de Simone, no entanto, criticam a falta de envolvimento de Tasso na campanha e afirmam que eventual desistência não seria surpresa. Afirmam ainda que Lula busca esvaziar Simone ao procurar Tasso.

Caso o senador não seja o indicado, a federação deve optar por Eliziane Gama (Cidadania-MA), que faria uma dobradinha feminina e poderia ajudar com a inserção no eleitorado nordestino.

PSDB e Cidadania se reuniram nesta terça-feira (26), mas segundo relatos, não trataram da vice de Simone. No encontro, trataram de situações do diretório do Rio de Janeiro, onde César Maia (PSDB) articula ser vice de Marcelo Freixo (PSB) e do Distrito Federal, onde, por 13 votos a 6, o candidato será o senador Izalci Lucas (PSDB). A deputada federal Paula Belmonte (Cidadania) pretendia ser vice na chapa com o senador Reguffe (União).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos