A conversa franca — e emocionada — de Taís Araújo e Tatá Werneck sobre maternidade

Equipe HuffPost
Taís Araújo participou de Lady Night, apresentado por Tatá Werneck.

Impossível não se emocionar com a conversa franca de Taís Araújo e Tatá Werneck sobre maternidade. A atriz participou do mais recente programa de Lady Night, que foi ao ar no Multishow na noite desta terça-feira (16).

Tatá, que está grávida pela primeira vez aos 35 anos, introduziu o tema ao admitir que está achando difícil conciliar gravidez, trabalho e bom humor. Mãe de duas crianças, Taís afirmou que as suas gestações foram bem diferentes.

“Com o João [Vicente], eu tinha dúvida se tava grávida ou não. Não tinha enjoo, desejo, não tive nada. Já na gravidez da Maria Antônia, meus amigos diziam que eu não tava com Jesus no coração”, disse Taís, arrancando gargalhadas da plateia.

Tatá disse que tem sofrido com vários problemas de saúde e crises de choro. Taís se emocionou ao lembrar que, no dia do primeiro aniversário de João, ela estava trabalhando.

“No meio da cena, comecei a chorar... Cara, por que eu não pedi esse dia de folga?”, recordou, às lágrimas.

A atriz também contou que não conseguiu amamentar Maria Antônia por conta de uma infecção que teve durante a gestação. “Era ela [filha] chorando de um lado, e eu chorando de outro.”

Taís disse que teve o suporte da irmã para criar outros vínculos com a filha, para além de amamentar. “Me sentia tão culpada de uma coisa que eu não tinha culpa nenhuma”, resumiu.

“Ser mãe gera muita culpa”, constatou Tatá. “A gente não sabe como agir. Tô gravando, passando mal, saio daqui pra fazer ultrassom.”

A culpa por trabalhar também foi um ponto de convergência entre as duas.

Taís disse que não se entende como pessoa e mulher sem estar trabalhando. “Se eu não estiver trabalhando, vou ser uma mulher muito infeliz e péssima mãe”, acredita.

Tatá completa: “Quero que quando minha filha me assistir [na TV], ela pense: ‘minha mãe está fazendo o que gosta’”.

“Sejamos as mães que conseguimos ser”, conclui Tatá.

Assista a um trecho do...

Continue a ler no HuffPost