Solto pelo STF, José Dirceu é filmado dançando em festa em Brasília

Rodrigo Félix Leal/Futura Press

LETÍCIA CASADO

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Um convidado filmou o ex-ministro petista José Dirceu (Casa Civil) dançando na festa de aniversário de sua mulher, neste fim de semana em Brasília.

Dirceu não está descumprindo medidas judiciais e pode participar de festas.

O petista foi solto em maio pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Ele havia sido preso em agosto de 2015 pela Lava Jato.

Os ministros da segunda turma do tribunal decidiram que caberia ao juiz Sergio Moro, do Paraná, determinar quais medidas restritivas de direito Dirceu deveria seguir.

Moro aplicou algumas cautelares, entre as quais o uso de tornozeleira eletrônica.

O petista já tem duas condenações na Lava Jato, que somam juntas 32 anos de prisão. Ele recorre em liberdade até que sejam esgotados os recursos no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região).

Dirceu também foi condenado no mensalão, mas sua pena foi extinta em outubro de 2016.

Entre os convidados da festa estava ex-deputado João Paulo Cunha, condenado no mensalão e que agora atua como advogado.

O advogado de Dirceu, Roberto Podval, disse à Folha de S.Paulo que o petista não infringiu nenhuma ordem judicial.

"Ele está livre, apenas não pode sair de Brasília sem avisar. De resto está livre para ir onde quiser", afirmou.

"Enquanto estiver em liberdade tem todo o direito de festejar o aniversário da mulher, ridículo é um convidado filmar", disse o advogado.