A convite de Bolsonaro, tratores do agro vão se unir a blindados no 7 de Setembro

A pedido do Palácio do Planalto, ruralistas que apoiam o presidente Jair Bolsonaro (PL) devem enviar 28 tratores para participar do desfile cívico-militar de 7 de Setembro na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

A duas semanas das comemorações do feriado da Independência, a organização do desfile está praticamente fechada. Serão mais de 5.700 pessoas desfilando a pé, em viaturas ou a cavalo.

São integrantes das três Forças, além de policiais federais, rodoviários federais, bombeiros, veteranos e estudantes de escolas públicas do Distrito Federal, entre outros.

Os tratores devem ser incluídos na exibição oficial. Segundo aliados do Planalto, a ideia é que eles representem a pujança do agronegócio para a economia brasileira.

O segmento é muito próximo a Bolsonaro, que está em campanha pela reeleição. Ele já convocou apoiadores para irem "às ruas pela última vez" no feriado do Bicentenário da Independência.

Tradicionalmente, não há discurso de autoridades no desfile de 7 de Setembro. Mas, como há previsão de manifestações em apoio a Bolsonaro na sequência, a expectativa entre aliados é que o presidente fale em um carro de som antes de viajar ao Rio de Janeiro.