Coordenador de Comunicação da PRF anuncia operação para prender lideranças golpistas e depois recua

O coordenador de comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Cristiano Vasconcellos, afirmou na tarde desta quarta-feira (23) que a corporação realizaria uma “grande operação” para prender participantes de atos antidemocráticos. Horas depois, porém, o policial voltou atrás e disse que tal ação ainda estava em planejamento.

Veja também: Mourão diz que protestos são 'catarse coletiva' e que Bolsonaro 'deveria' entregar faixa presidencial

Coletiva: Em resposta ao TSE, PL não apresenta auditoria das urnas no primeiro turno, quando elegeu maiores bancadas do Congresso

– Nas próximas horas, nós vamos deflagrar uma grande operação para prender alguns líderes, junto com a Polícia Judiciária – afirmou o servidor, em entrevista ao Portal Uol.

As polícias mantêm suas ações em sigilo, para impedir a fuga de eventuais alvos. A declaração foi dada durante uma missão de Vasconcellos ao Mato Grosso, um dos estados que mais registrou bloqueios de estradas provocados por atos antidemocráticos.

Transição: Grupo da Defesa contará com ex-comandantes das Forças Armadas, diz Mercadante

Próximos passos: Governo de transição discute medidas para enfrentar atos antidemocráticos a partir de janeiro

Ainda durante a entrevista, Vasconcellos disse que a Diretoria de Inteligência da PRF foi a campo para fazer um levantamento das lideranças das manifestações.

– No Mato Grosso[...], já identificamos mais de 50 pessoas que de alguma forma estão contribuindo para as manifestações, ou como liderança, ou com dinheiro, infraestrutura ou pneus. E isso tudo está sendo encaminhado para as polícias judiciárias para, posteriormente, termos os mandados de prisão e efetuarmos as prisões — acrescentou.

Diante da repercussão negativa, o policial recuou. De acordo com o UOL, após a entrevista, o próprio Vasconcellos procurou o portal para esclarecer que a operação estaria em fase de planejamento.

Procurada pelo GLOBO, a PRF apenas disse que "não comenta sobre o planejamento de operações".