COP26: Bolsonaro "ignora" evento, mas irá à Europa para receber título

·3 min de leitura
Presidente Jair Bolsonaro em pe, de termo preto e gravata azul, abaixo de brasao da republica
Bolsonaro não estará na COP26, mas vai para a Itália receber título (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)
  • Presidente Jair Bolsonaro vai para a Itália receber título de cidadão honorário

  • No mesmo dia em que o presidente estará em Anguillara Veneta, começa a COP26

  • Sem Jair Bolsonaro, Brasil terá a segunda maior delegação da COP, em Glasgow

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) estará na Europa esta semana, mas não para participar da COP26. Bolsonaro vai para a Itália participar de uma reunião do G20 em Roma e, depois, vai para Anguillara Veneta, de onde a família do presidente emigrou há mais de um século, segundo a agência AFP.

No sábado (30) e no domingo (31), Bolsonaro participará da cúpula do G20. O encontro abordará temas como a covid-19, a mudança climática e a recuperação econômica.

A COP26 acontecerá na mesma data da viagem de Jair Bolsonaro, em Glasgow, na Escócia. A abertura será no dia 31, mas os primeiros compromissos e encontros de líderes mundiais serão a partir de 1º de novembro. Neste dia, Jair Bolsonaro irá para o norte da Itália, onde receberá o título de cidadão honorário de Anguillara Veneta.

À agência AFP, a prefeitura da cidade, Alessandra Buoso, afirmo que o título tem como objetivo “recompensar o recebimento dos migrantes procedentes de Anguillara Veneta no Brasil”. A ideia de dar o título a Bolsonaro, segundo a prefeitura, seria “para o povo que ele representa, e não para ele como pessoa”.

No dia 2 de novembro, Bolsonaro irá para Pistova, cidade que fica 200 quilômetros de Anguillara Veneta. O presidente vai visitar um monumento erguido em homenagem aos cerca de 500 soldados brasileiros caídos na Segunda Guerra Mundial, cujos restos mortais foram levados de volta ao Brasil na década de 1960.

Brasil na COP26

O Brasil terá a segunda maior delegação da COP26, mas sem a presença do presidente Jair Bolsonaro.

O chefe de delegação do Brasil será o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite. Além dele, estarão presentes também Bento Albuquerque, de Minas e Energia, e Fábio Faria, das Comunicações, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Doze governadores brasileiros também comparecerão ao evento. A delegação brasileira tem o maior número de participantes, apenas atrás dos Estados Unidos.

Carlos França, ministro das Relações Exteriores, e Tereza Cristina, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, não estão entre os membros da delegação brasileira.

Situação climática do Brasil

A nova edição do relatório Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa do Observatório do Clima (SEEG) revelou que o Brasil segue aumentando sua emissão de gás carbônico (CO2), mesmo tendo assumido há uma década o compromisso de diminuir essa emissão.

Os dados são do ano de 2020 e revelam que o valor de emissões é o maior desde 2006.

"A gente tem um padrão ao longo do tempo das emissões. Olhando de 1990 a 2020, a gente tem um período de crescimento das emissões, que vai de 1990 a 2003, 2004. Depois um período de queda expressiva das emissões, entre 2004 e 2010. E depois a gente volta ao aumento das emissões, que teve um salto importante entre 2019 e 2020. Isso fez com que chegássemos a um valor de emissões que é o maior desde 2006", disse Tasso Azevedo, coordenador do SEEG.

Mesmo com o isolamento pela pandemia de covid-19, o Brasil aumentou em 9,5% sua emissão de gases de efeito estufa em 2020, enquanto globalmente houve uma queda de 7%. Desde 2010, esse aumento no Brasil foi de 23,2%.

A principal justificativa para esse aumento é o desmatamento na Amazônia e no Cerrado. Além disso, entre os cinco setores da economia, a agropecuária, resíduos e mudança no uso de terra tiveram alta nas emissões, enquanto os processos industriais mantiveram níveis anteriores e o setor de energia teve uma queda nas emissões.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos