COP26: países do Mercosul criam grupo sobre mudança climática

·1 min de leitura

Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai anunciaram hoje (11) a criação de um novo grupo negociador sobre mudanças climáticas, durante a Conferência das Nações Unidas

sobre Mudança do Clima (COP26), em Glasgow, na Escócia.

O Ministério das Relações Exteriores divulgou um comunicado para saudar o anúncio,

feito

em reunião dos ministros do Meio Ambiente dos quatro países.

“Essa é a primeira vez que os quatro integrantes do Mercosul unem esforços em favor da busca de soluções comuns e efetivas para o problema da mudança do clima. Os quatro países compartilham valores e interesses comuns, como atesta a ampla coordenação que mantêm no âmbito do Mercosul, marco da integração regional”, afirma o comunicado.

Negociações

O encerramento do encontro em Glasgow está previsto para esta

sexta-feira (12), embora as negociações possam ainda continuar.

Com o calendário oficial dos trabalhos perto do fim, os debates de

hoje

abordam temas como crise climática e direitos das crianças, promovido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). À mesa permanecem assuntos como utilização de combustíveis fósseis e a ação sobre a Amazônia.

Mais de 120 líderes políticos e milhares de especialistas e ativistas participam

da COP26.

Há seis anos, o Acordo de Paris fixou como meta de limite do aumento da temperatura média da Terra entre 1,5°C e 2°C acima dos valores da época pré-industrial. Em 2020, ano da eclosão da pandemia de covid-19, as emissões de gases de efeito estufa registraram recordes históricos.

*Com informações da RTP

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos