COP27 aprova fundo de compensação de danos climáticos

A COP27 chegou ao fim em Sharm el-Sheik, no Egito, em plena noite e depois de negociações longas e difíceis, com a aprovação de um fundo de compensação pelos danos climáticos sofridos pelos países mais pobres e "particularmente vulneráveis" às alterações do Clima.

Sameh Shoukry, presidente da COP27: "Convido agora a COP a adoptar a decisão intitulada 'Disposições de financiamento para responder às perdas e danos associados aos efeitos adversos das alterações climáticas', incluindo um foco no tratamento das perdas e danos. Não ouço objecções, está assim decidido."

Mas a declaração em vaga em pontos cruciais, como na questão dos contribuidores, com os países desenvolvidos a insistirem na presença da China, um dos grandes poluidores.

A cimeira ficou também marcada por denúncias de falta de ambição acerca da redução de emissões de CO2, que no estado atual estão longe de permitir cumprir os objetivos de limitar o aquecimento global a 1,5 graus, definido no acordo de Paris.