Copa América: Brasil sofre, mas vence o Chile por 1 a 0 e está na semifinal

·2 minuto de leitura
Brazil's Lucas Paqueta (2nd R) celebrates with teammates after scoring against Chile during their Conmebol 2021 Copa America football tournament quarter-final at the Nilton Santos Stadium in Rio de Janeiro, Brazil, on July 2, 2021. (Photo by MAURO PIMENTEL / AFP) (Photo by MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)
Brazil's Lucas Paqueta (2nd R) celebrates with teammates after scoring against Chile during their Conmebol 2021 Copa America football tournament quarter-final at the Nilton Santos Stadium in Rio de Janeiro, Brazil, on July 2, 2021. (Photo by MAURO PIMENTEL / AFP) (Photo by MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)

Lucas Paquetá muitas vezes cumpre a função de diminuir a solidão de Neymar. O meia do Lyon compartilha do mesmo espírito irreverente e criativo do camisa 10 nas comemorações de gol. Contra o Chile, tabelaram, resolveram o lance do gol da vitória do Brasil, e fizeram a dança da classificação para a semifinal da Copa América.

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola

A afinidade não é apenas de estilo. Os dois jogadores, quando próximos, trocaram passes na entrada da área chilena, e Paquetá superou o goleiro Bravo, em noite inspirada, responsável por boas defesas no Nilton Santos.

Leia também:

A infelicidade do Brasil foi que Gabriel Jesus, ao ser expulso ainda aos 3 minutos do segundo tempo, obrigou os dançarinos a se distanciarem em campo, algo que Tite não previa quando colocou o camisa17 no lugar de Firmino, no intervalo.

A ideia era corrigir o plano executado pela metade na fase inicial — manter Neymar como jogador mais perto da área e oferecer a ele alguém capaz de armar o time e chegar com força na área. Definitivamente não era o caso do atacante do Liverpool.

Antes da expulsão e ainda com Firmino em campo, o Brasil foi ligeiramente melhor, ameaçou pouco o gol chileno, mas também fazia partida segura na defesa. O rumo, que parecia correto depois do gol de Paquetá, foi logo desfeito co ma expulsão do atacante do City.

Depois disso, o que se viu foi um Chile nervoso atrás do gol do empate, perigoso, acertando o travessão de Ederson em uma cabeçada de Brereton Díaz. A defesa brasileira se segurou como pode e confirmou a vantagem até o apito final. Neymar puxou bons contra-ataques. Faltou capricho no penúltimo passe para o Brasil ampliar a vantagem em um dos muitos avanços à disposição.

Eles não fizeram falta. O Brasil foi para a a semifinal contra o Peru, que eliminou o Paraguai nos pênaltis. A partida acontece na segunda-feira, às 20h.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos