Copa do Brasil sub-20: Após título, quem tem chance de subir no Vasco, e o que Luxemburgo pensa deles

O Globo
·2 minuto de leitura
Rafael Ribeiro/Vasco

O título da Copa do Brasil sub-20, alcançado neste domingo em final contra o Bahia, lançou os holofotes para os garotos do Vasco. Com o time na luta contra o rebaixamento e a chegada de Vanderlei Luxemburgo, a torcida sonha em ver os destaques desta conquista sendo aproveitados na equipe principal. Candidatos não faltam.

O principal deles é Gabriel Pec. O meia de 19 anos foi o grande nome da conquista do sub-20. Marcou duas vezes na competição e deu o passe para um dos gols na decisão. Está longe de ser um nome novo para a torcida. Teve as primeiras chances no time principal em 2019, justamente com Luxemburgo. Em 2020, contudo, não conseguiu sequência com nenhum dos que estiveram no comando.

Em outubro, retornou ao sub-20 para aprimorar seu futebol. A volta do treinador que o promoveu pode ser um bom sinal. A julgar pelas primeiras palavras de Luxa, o garoto deve voltar a ter chances:

- Todo mundo sabe que gosto de olhar para a base. O Pec subiu comigo no ano passado (2019) e ele era um filé de borboleta. Ele encorpou, e as jogadas dele são mais decisivas do que antes. Gostei muito. Mas gostei da equipe.

O lateral-esquerdo Riquelme também soube aproveitar a Copa do Brasil sub-20. Badalado na base, onde tem status de joia, foi titular da equipe na Copa São Paulo, há um ano. Depois, foi promovido para o elenco principal, onde nunca foi além do banco de reservas. Retornou à categoria em outubro, a tempo de conquistar seu espaço no time e ter participação importante na campanha vitoriosa.

Caio Lopes é outro que anima os torcedores que acompanham a base. Atua como volante e também como meia. Embora tenha característica iniciar as jogadas, marcou sete gols este ano. Com perfil de liderança, foi o capitão da equipe nas conquistas tanto da Copa do Brasil quanto do Carioca da categoria. Aos 20 anos, atingiu o limite de idade para a base e vive a expectativa de ser aproveitado na equipe principal.

Situação semelhante vivem os meias João Pedro e Laranjeira, ambos com 20 anos. Mas a tendência é que, assim como Riquelme e Caio Lopes, apenas treinem com o elenco até o fim da temporada, em fevereiro. Até lá, serão observados pela comissão técnica de Luxemburgo. Se agradarem, devem começar a ser utilizados no Estadual, que este ano começará logo após o Brasileiro. Assim, permitiriam que os profissionais tenham um período de descanso não previsto no calendário.

- Todo mundo acha que essa equipe ser colocada no time de cima vai salvar o Vasco da Gama. Calma! Vi o Riquelme jogando, é muito garoto, é muito franzino. O paraguaio chega bem, mas falta alguma coisa. Em todos falta alguma coisa. É muita responsabilidade para um grupo que acabou de ganhar um campeonato - ponderou Luxemburgo.