Copa do Mundo do Catar: O que se sabe até agora sobre a cerimônia de abertura

A Copa do Mundo 2022 terá seu apito inicial dado no próximo domingo, dia 20, às 13h (Brasília), com a partida entre as seleções de Catar, país sede, e do Equador. Antes disso, no entanto, o Estádio Al Bayt receberá a tradicional cerimônia de abertura, que de quatro em quatro anos marca o início simbólico do evento. Com poucas informações divulgadas oficialmente até o momento, muito se pergunta (e se especula) sobre o que esperar. O GLOBO reuniu abaixo o que se sabe sobre a festa.

Simulador: Você decide quem será campeão da Copa do Catar

Você escala: Quais os seus 11 titulares do Brasil na Copa do Mundo

Horário

Como a partida entre cataris e equatorianos está marcada para 13h (de Brasília), a cerimônia deve iniciar uma hora antes. A transmissão da TV Globo, Sportv e Globoplay está marcada para 12h.

O que acontece

Tradicionalmente, a cerimônia de abertura da Copa não é (e nem pretende ser) tão impactante quanto a dos Jogos Olímpicos. Há a consciência de que o público está mais interessado em ver a bola rolar. O evento costuma contar com discursos do presidente da Fifa (Gianni Infantino é o atual) e do país sede (o líder do Catar é o Emir Tamim bin Hamad Al Thani). Ainda assim, em entrevista a agência Associated Press, o diretor Marco Balich prometeu um espetáculo "que não é apenas alguém cantando antes do jogo de abertura". Ele possui o know how de ter participado da organização das cerimônias que abriram os Jogos Rio-2016 e Tóquio-2020.

Ainda segundo Balich, todo o conteúdo e a mensagem do evento passaram pelo Emir. "Eles (cataris) querem falar sobre multiculturalismo, aceitação da diversidade e ser uma plataforma para a paz", disse.

E as atrações musicais?

De certo, haverá a apresentação de "The world is yours to take", hino oficial que será cantado pelo americano Lil Baby, pela canadense com atuação na indústria cinematográfica indiana Nora Fatehi e pelo sul-coreano Jung Kook, da banda de K-pop BTS. Há a expectativa de que o próprio grupo, fenômeno pop contemporâneo, também se apresente.

Mas a verdade é que, até o momento, há mais negativas do que confirmações. Dua Lipa negou os rumores de que se apresentaria afirmando que só visitaria "o Catar quando eles cumprirem todas as promessas relativas aos direitos humanos que fizeram". Apontada como atração extra, a colombiana Shakira também teria recuado após a repercussão negativa dos boatos. Em entrevista ao jornal inglês "The Sunday Times", o britânico Rod Stewart revelou ter recusado R$ 5 milhões para se apresentar no evento. O motivo é o mesmo dos outros: a série de desrespeitos aos direitos humanos.