Coreia do Sul testa robôs como assistentes em pré-escolas

·1 min de leitura
Projeto piloto que a prefeitura disse que ajudaria a preparar a próxima geração para um futuro de alta tecnologia. (ANTHONY WALLACE/AFP via Getty Images)
  • Robôs de 24,5 centímetros serão assistentes dos professores em aula

  • Ideia é adaptar crianças para o futuro da tecnologia, como inteligência artificial

  • Programa é recomendado para crianças de três a seis anos

Seul começou a testar robôs minúsculos como auxiliares de ensino em jardins de infância - um projeto piloto que a prefeitura disse que ajudaria a preparar a próxima geração para um futuro de alta tecnologia.

Leia também

O “Alpha Mini” tem apenas 24,5 centímetros de altura e pode dançar, liderar canções longas, recitar histórias e até mesmo ensinar movimentos de kung fu enquanto as crianças imitam suas flexões e equilíbrios com uma perna. Projeto piloto testado em 300 pré-escolas de Seul que normalmente educam crianças de três a seis anos,

“Os robôs ajudam na criatividade das crianças”, disse o professor Byun Seo-yeon à AFP durante uma visita ao animado e movimentado berçário Maru em Seul. Os olhos do robô piscam e piscam - e suas pupilas ficam em formato de coração durante a conversa. Com uma câmera em seu capacete, ele tira fotos que são enviadas instantaneamente para um tablet para visualização.

Ideia é adaptar crianças para o futuro da tecnologia

“No futuro, saber como gerenciar IA e ferramentas relacionadas será muito importante”, disse Han Dong-seog, da divisão de puericultura do governo de Seul, à AFP. Os robôs estão sendo testados em 300 creches e pré-escolas de Seul, com o governo recomendando o programa para crianças de três a seis anos.

“Acreditamos que essa experiência em creches terá um efeito duradouro na juventude e na idade adulta”, disse Han. O Alpha Mini foi adotado como parte da programação diária da classe de alunos de quatro a cinco anos de idade na Maru, com sua capacidade de “peidar” sob comando sendo um destaque durante o recreio. “Quando eu digo para ele cantar, ele canta bem. Eu digo para dançar e nós dançamos juntos”, disse Lee Ga-yoon, de cinco anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos