Coreia do Norte anuncia ter feito teste com 'novo' míssil antiaéreo

·1 minuto de leitura
Pessoas em uma estação de trem de Seul assistem a um noticiário de televisão mostrando imagens de arquivo de um teste de míssil norte-coreano (AFP/Jung Yeon-je)

A Coreia do Norte testou um "novo" míssil antiaéreo, em mais um dos testes militares realizados nas últimas semanas pelo regime norte-coreano, informou a agência estatal nesta sexta-feira (1º, quinta-feira 30 no Brasil).

O Exército norte-coreano "testou um míssil antiaéreo recém-desenvolvido em 30 de setembro", informou a Agência Central de Notícias Coreana (KCNA).

"A grande eficácia de combate" do míssil "foi comprovada com a introdução de novas tecnologias-chave", completou a KCNA.

O regime de Pyongyang, que possui armamento nuclear, conduziu outros testes militares na semana passada, incluindo o de um suposto míssil hipersônico, muito mais rápido e mais difícil de interceptar do que os mísseis comuns.

O teste dessa tecnologia, que em tese pode chegar a cinco vezes a velocidade do som, desencadeou uma reação internacional imediata.

Estados Unidos, Reino Unido e França convocaram uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU, que ocorrerá nesta sexta-feira, para discutir as ações norte-coreanos.

Resoluções do Conselho de Segurança da ONU proibiram o programa de mísseis nucleares e balísticos da Coreia do Norte, sujeito a várias sanções internacionais.

No entanto, o regime liderado por Kim Jong Un não dá sinais de querer se desfazer de seu arsenal, que considera necessário para se proteger dos Estados Unidos, aliado da Coreia do Sul e que possui 28.500 militares naquele país vizinho.

Na quinta-feira, o secretário de Estado americano, Antony Blinken, disse que a Coreia do Norte estava aumentando a "instabilidade e insegurança" na região com os seguidos testes.

sw/bgs/fjb/eb/mr/mvv/am

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos