Coreia do Norte dispara dois mísseis no mar e Coreia do Sul encerra exercícios

Por Josh Smith e Soo-hyang Choi

SEUL (Reuters) - A Coreia do Norte disparou dois mísseis balísticos de curto alcance (SRBMs) em sua costa leste nesta sexta-feira, disseram militares sul-coreanos, enquanto forças sul-coreanas estavam encerrando quase duas semanas de exercícios destinados a dissuadir sua vizinha do norte.

Os lançamentos de mísseis, em um momento de crescentes temores de que a Coreia do Norte esteja preparando seu primeiro teste nuclear desde 2017, foram os mais recentes em um ano em que a Coreia do Norte testou um número recorde de mísseis, sejam mísseis de curto alcance, mísseis balísticos intercontinentais (ICBMs), ou outros.

Os SRBMs foram disparados da área de Tongcheon, na província de Gangwon, disse o Estado-Maior Conjunto do Sul (JCS), quatro dias depois que os vizinhos trocaram tiros de alerta na costa oeste da península dividida.

"Nossos militares estão mantendo uma postura de prontidão total", afirmou o JCS em comunicado, acrescentando que intensificou o monitoramento e a segurança enquanto coordena estreitamente com os Estados Unidos.

Os lançamentos não representam uma ameaça imediata para os Estados Unidos ou seus aliados, disse o Comando Indo-Pacífico dos militares dos EUA em comunicado.

No entanto, eles "destacam o impacto desestabilizador" das armas ilegais de destruição em massa e programas de mísseis balísticos da Coreia do Norte, acrescentou.

Os enviados nucleares de Coreia do Sul, Estados Unidos e Japão falaram por telefone e condenaram os lançamentos como uma provocação e violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU, disse o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Sul.

Tropas encerrariam nesta sexta-feira exercícios de campo de 12 dias que incluíram alguns exercícios com tropas dos EUA.

(Reportagem de Josh Smith e Soo-hyang Choi)