Coreia do Norte lança mísseis balísticos

O líder norte-coreano, Kim Jong Un

A Coreia do Norte disparou neste sábado (horário local, sexta-feira no Brasil) dois mísseis balísticos de curto alcance em direção ao Mar do Japão, também conhecido como Mar do Leste, informou a agência de notícias Yonhap, citando os militares da Coreia do Sul.

O lançamento teve origem na província de Pyongan do Norte, informou a agência, citando os Chefes de Estado-Maior Conjunto do Sul.

O governo norte-coreano comentou apenas que havia realizado exercícios de "artilharia de longo alcance", mas o Japão disse que os projéteis pareciam ser mísseis balísticos.

O Ministério da Defesa do Japão também confirmou os lançamentos norte-coreanos.

Pouco antes do relatório de Yonhap sobre o lançamento, a Agência Central de Notícias da Coreia do Norte (KCNA) informou que o país convocaria seu parlamento, a Assembleia Popular Suprema, em 10 de abril.

O exército sul-coreano condenou os lançamentos em uma nota como "extremamente inapropriados, dada a situação difícil que o mundo está enfrentando devido à Covid-19 (...) Pedimos que parem imediatamente".

A Coreia do Norte não registrou nenhum caso de coronavírus, que se transformou em uma grande crise com 11.300 mortes e mais de 270.000 infecções em todo o mundo.

No entanto, especialistas em saúde alertaram que a eventual chegada da epidemia na Coreia do Norte poderia devastar o país, devido à sua fraca infraestrutura médica e à desnutrição generalizada.

O lançamento mais recente ocorre em meio a um hiato prolongado nas negociações de desarmamento com os Estados Unidos .

Segundo analistas, a Coreia do Norte continuou a refinar suas capacidades de armas, mais de um ano após a cúpula no Vietnã entre seu líder Kim Jong Un e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter terminado abruptamente e sem acordo.

O país está sob vários grupos de sanções para seus programas de armas.

O governo norte-coreano realizou uma série de testes de armas no final do ano passado, o último em novembro, que muitas vezes descreveu como "múltiplos sistemas de lançamento de foguetes", embora outros o chamassem de mísseis balísticos.

Também realizou testes de mecanismo de lançamento estático, sendo o mais recentemente em dezembro.