EUA dizem não poder determinar "seriedade" de anúncio de desarmamento do ETA

Washington, 17 mar (EFE).- O Departamento de Estado dos Estados Unidos se negou nesta sexta-feira a avaliar o anúncio da organização terrorista ETA sobre seu desarmamento definitivo.

"Não estamos em posição de determinar a validade, a seriedade ou a intenção do anúncio do ETA", disse à Agência Efe um porta-voz do Departamento de Estado, Noel Clay.

O porta-voz não quis responder se o Departamento de Estado agora pode avaliar a retirara do ETA da lista de organizações terroristas internacionais, na qual o grupo está desde 1997, e que representa a imposição de sanções.

"O ETA é uma organização terrorista que esteve ativa na Espanha durante mais de 50 anos, nos quais matou mais de 850 pessoas e feriu mais de 1.000", se limitou a indicar o porta-voz.

A resposta do Departamento de Estado é praticamente idêntica à concedida em 2011, quando a Efe questionou o governo dos EUA sobre o anúncio de que o ETA encerraria suas ações violentas.

"Este é um anúncio da organização e vimos outros similares no passado. Não sabemos até que ponto é sério, nem, sinceramente, qual é a intenção do grupo", afirmou o então porta-voz do Departamento de Estado, Mark Toner.

O governo da Espanha recebeu hoje com "cautela e prudência" o anúncio do ETA, mas alertou que isso não modifica "nem em um centímetro" a posição do Executivo, que exige que o grupo se desarme e seja desarticulado, afirmou o porta-voz Íñigo Méndez de Vigo. EFE