Coreia do Norte reconhece independência de "repúblicas populares" no leste da Ucrânia

Embassy of self-proclaimed Donetsk People's Republic opens in Moscow

(Reuters) - A Coreia do Norte reconheceu, nesta quarta-feira, duas "repúblicas populares" separatistas apoiadas pela Rússia no leste da Ucrânia como Estados independentes, disseram um líder separatista e uma agência de notícias estatal russa.

A medida torna a Coreia do Norte apenas o terceiro país, depois da Rússia e da Síria, a reconhecer as duas entidades separatistas, as Repúblicas Populares de Donetsk (DPR) e Luhansk (LPR), na região ucraniana de Donbas.

Em uma postagem em seu canal no Telegram, o líder da DPR, Denis Pushilin, disse esperar "cooperação frutífera" e aumento do comércio com a Coreia do Norte, um Estado isolado e com armas nucleares a mais de 6.500 quilômetros de distância.

A embaixada da DPR em Moscou postou uma foto em seu canal no Telegram de uma cerimônia na qual o embaixador da Coreia do Norte em Moscou, Sin Hong-chol, entregou um certificado de reconhecimento à enviada da DPR Olga Makeyeva.

A embaixada da Coreia do Norte em Moscou confirmou que reconheceu a independência de ambas as entidades nesta quarta-feira, informou mais tarde a agência de notícias russa Tass.

A Rússia, que apoia as regiões desde 2014, as reconheceu às vésperas de sua invasão da Ucrânia, em um movimento condenado por Kiev e pelo Ocidente como ilegal.

A Coreia do Norte já havia expressado apoio à anexação da Crimeia pela Rússia em 2014.

(Reportagem da Reuters)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos