As cores do Brasil de 2021

·2 minuto de leitura

O ano de 2021 tem sido marcado por um intenso debate sobre diversidade. Da paixão dos brasileiros por Gilberto Nogueira, o Gil do Vigor, um economista gay que se destacou no Big Brother Brasil, ao avanço da agenda inclusiva dentro das empresas, 2021 indica mais oportunidades e menos preconceito contra a população LGBTQIAP+.

Por outro lado, os desafios ainda persistem com reiterados ataques homofóbicos e transfóbicos nas redes sociais e números de violência física altos, porém imprecisos. As dificuldades estatísticas indicam a falta de encaminhamento da questão pelas instituições responsáveis.

O GLOBO apresenta hoje, em sua edição impressa, um caderno especial sobre o tema e um encarte com um pôster da bandeira do Orgulho LGBTQIAP+. Para marcar a data, a sigla do movimento e o logotipo do jornal foram mesclados.

Essas reportagens estão no site e nas redes sociais do jornal, você pode lê-las aqui:

No Dia do Orgulho LGBTQIAP+, Gil do Vigor fala sobre representatividade: 'Temos que continuar abrindo a boca'

Economista reflete sobre a importância de se discutir gênero em programas de entretenimento: 'Quando se discute no “Encontro com Fátima Bernardes”, no “Mais Você”, no “BBB”, no “Jornal Nacional”, você faz com que a informação chegue'

Sucesso de Gil do Vigor traz esperança e propõe que Brasil coloque LGBTfobia no divã

Participante do “Big Brother Brasil 21” provoca reflexões em um país cujos contextos social e histórico são inóspitos para população LGBTQIAP+

'Até Ipanema se tornou um lugar hostil', diz astrofísica brasileira, premiada no exterior, sobre transfobia no país

Vivian Miranda tem uma carreira brilhante nos EUA e luta pela longevidade trans: ‘Uma batalha maior que a vida’

Empresas que valorizam a diversidade sexual têm melhores resultados. Conheça experiências de sucesso

Capacitação, grupos de afinidade e pluralidade na liderança são fundamentais para avançar na agenda ESG

Orgulho LGBTQIAP+: três casais mostram que, com respeito e parceria, qualquer maneira de amor vale a pena

Mulheres que se amam, homens casados há mais de 20 anos, um homem trans apaixonado por uma mulher negra: no Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAP+ a celebração tem beijo, batata-frita e papel passado

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos