Coroa britânica processa Twitter por não pagar aluguel

Twenty Air Street: prédio em Londres é casa de diversas empresas, incluindo o Twitter. (Dan Kitwood/Getty Images)
Twenty Air Street: prédio em Londres é casa de diversas empresas, incluindo o Twitter. (Dan Kitwood/Getty Images)
  • Empresa de tecnologia não tem pago pelo escritório localizado em Londres;

  • Este é apenas um dos diversos casos em que o Twitter deixou de pagar o aluguel;

  • Coroa britânica é uma das maiores donas de propriedades do Reino Unido.

A Coroa britânica está processando o Twitter por alegações de que a gigante da tecnologia americana não está pagando o aluguel de seu escritório. Esta é apenas uma das diversas ocasiões nas últimas semanas em que o Twitter foi levado às cortes por supostamente não pagar o aluguel de seus espaços.

Em São Francisco, o proprietário do prédio em que o Twitter está localizado está processando a empresa em US$ 6,8 milhões (R$ 35 milhões) pelo não pagamento do aluguel de sua sede. Outro dono de imóvel em São Francisco levou à empresa aos tribunais para receber uma parcela de US$ 136 mil (R$ 706 mil) também relacionada a aluguel.

Um outro caso estaria correndo também em Seattle, onde a big tech mantém um escritório no centro da cidade. Após a demissão de 208 funcionários, o Twitter mandou os demais trabalhadores de Seattle trabalharem de casa. Desde então a companhia deixou de pagar pelos serviços de limpeza do escritório. O proprietário do escritório de Nova York, um dos mais famosos da empresa, ainda não se pronunciou sobre os pagamentos da empresa de tecnologia.

Agora, contudo, os processos pela retomada dos pagamentos dos espaços comerciais atravessaram o Atlântico. A Coroa britânica afirmou que o Twitter está com o aluguel de seu escritório perto de Piccadilly Circus, em Londres, atrasado. Um representante da Coroa afirmou que está em contato com o Twitter e está em negociações com os chefes da empresa.

A Coroa britânica é uma das maiores proprietárias de imóveis do Reino Unido. O dinheiro obtido com os aluguéis é transferido para o Tesouro do governo. Só na última década foram repassados £ 3 bilhões (R$ 19 bilhões), valores que podem ser usados para financiar serviços públicos.

Dentre as propriedades da Coroa estão muitos escritórios e lojas famosas no país, mas um ativo que tem valorizado bastante nos últimos anos tem sido o fundo do mar ao longo da costa britânica, que está recebendo investimentos para a construção de parques eólicos.