Coronavírus: Ásia tem recuo de novos casos enquanto escalada continua na Europa

O GLOBO, com agências
Passageiros vindos de Pequim desembarcam no Aeroporto Internacional de Guarulhos usando máscaras

BÉLGICA — Com milhares de infectados pelo novo coronavírus, Europa enfrenta uma escalada da doença, enquanto a Ásia registra uma desaceleração no número de novos casos. Só neste domingo, 847 pessoas testaram positivo na Alemanha. Já a China, epicentro de Covid-19, registrou 40 novos casos, o menor número desde janeiro.

LEIA MAIS: Medo do Covid-19 se espalha entre idosos brasileiros

A Itália agora é o segundo país mais afetado pelo coronavírus, atrás apenas da China, com mais de 7.300 infectados e 366 mortes. O sistema de saúde do país está sobrecarregado, estabelecimentos foram fechados e eventos com aglomeração foram cancelados. Nesse cenário de agravamento da epidemia, autoridades fazem apelo para que os cidadãos não saim de casa.

No Reino Unido, a população já começou a enfrentar escassez de produtos utilizados na prevenção ao vírus, como álcool em gel, que está sendo racionado pelas redes de supermercados.

O primeiro-ministro da Coreia do Sul, um dos países mais afetados, disse que o país também teve recuo dos casos, com 69 registrados no domingo.