Coronavírus: Câmara de Vereadores do Rio suspende recesso por causa de pandemia

Plenário da Câmara dos Vereadores

RIO — A Câmara Municipal do Rio vai suspender o recesso do mês de julho em virtude da pandemia. A proposta foi feita pelo vereador Rafael Aloisio Freitas (Cidadania) através de um Projeto de Emenda à Lei Orgânica (Pelom) e, como recebeu apoio da maioria absoluta dos vereadores, a Mesa Diretora definiu na sessão virtual desta quinta-feira que a proposta nem precisará ser aprovada em votação e terá validade imediata, com a obrigatoriedade de realização de pelo menos duas sessões semanais ao longo de julho.

— O plenário da Câmara precisa funcionar ininterruptamente para prosseguir discutindo os efeitos da doença na cidade, analisar as medidas necessárias para enfrentar o problema e atuar diretamente na retomada econômica — disse Freitas, autor da proposta.

Presidente da Câmara, Jorge Felippe (DEM), afirmou que a decisão foi tomada em comum acordo com todos os parlamentares

— Em meio à crise sanitária e social em que vivemos, a Câmara municipal não pode paralisar o trabalho legislativo. Tendo em vista que estamos atuando com grande eficácia de forma virtual, todos os vereadores concordam que não há motivo para não dar continuidade ao trabalho de apoio à população carioca — disse o presidente.