Coronavírus: cerca de 800 brasileiros em Portugal serão repatriados até domingo

Gian Amato, especial para O Globo

LISBOA - Mais de 800 brasileiros que estão com dificuldades de sair de Portugal serão repatriados até domingo. Ação é coordenada pelo Ministério do Turismo, em conjunto com o Ministério das Relações Exteriores e com as empresas aéreas Azul e TAP.

O Itamaraty confirmou ao GLOBO a operação, a terceira de uma série realizada para repatriar brasileiros de diversos países com dificuldades de viajar devido fechamento de fronteiras e cancelamento de voos para a contenção da pandemia de coronavírus.

Os números iniciais apontam 883 brasileiros nesta situação em Lisboa. O governo de Portugal, apesar do fechamento de fronteiras da União Europeia, manteve voos para Rio e São Paulo a partir da capital, cancelando os demais.

- Neste momento de incertezas, nosso compromisso é trazer de volta ao nosso país, os milhares de brasileiros que estão em outros países, muitos a turismo, e que nesse momento precisam do apoio do governo federal. Tenho convicção de que seremos bem-sucedidos nesta valorosa missão - disse o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Um grupo de mais de 300 brasileiros criou um grupo no WhatsApp. Eles conseguiram o número do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e começaram a enviar mensagem pedindo uma solução. Ele se propôs a ajudar.

O consulado do Brasil em Lisboa está fazendo a mediação e criou um site para os brasileiros nesta situação inscreverem seus nomes e dados de viagem, como passaporte, CPF cidade de origem e destino: http://brasileirosemportugal.org/

As primeiras ações de repatriação dos brasileiros atingidos pela crise provocada pela pandemia do coronavírus teve como objetivo retirar os brasileiros que estão no Peru e no Marrocos.