Coronavírus: cliente expulso de loja em Los Angeles por estar sem máscara quebra braço de segurança

Um segurança de uma loja de departamento de Los Angeles, na Califórnia (EUA), teve um braço quebrado por um cliente que se recusou a usar máscara facial como proteção contra a disseminação do novo voronavírus. Um vídeo da briga, que aconteceu no último dia primeiro, foi divulgado nesta segunda-feira pelo Departamento de Polícia de Los Angeles e publicado por diversos meios de comunicação americanos.

 

 

 

O tenente Jim Gavin disse à emissora de TV "KABC" que esta é a quarta confusão relatacionada com o uso de máscaras neste estabelecimento específico, a Target de Van Nuys, em San Fernando Valley, desde que a prática se tornou uma exigência na cidade, no dia 10 de abril.

 

 

 

No incidente do dia primeiro, dois clientes foram convidados a se retirar da loja porque estavam sem máscaras, e os seguranças os escoltavam em direção à saída. Um dos clientes então se virou, atacou os guardas e acabou quebrando o braço de um deles. Phillip Hamilton, de 31 anos, e Paul Hamilton, de 29, foram presos no último fim de semana por suspeita de agressão. De acordo com a polícia, os dois são moradores de rua, e não está claro se têm alguma relação entre si.