Coronavírus: com rede perto do colapso, Rio já acumula quase nove mil casos

Paciente chega de maca para ser internado no hospital de campanha do Leblon

Segundo o boletim divulgado pela Secretaria estadual de Saúde nesta quarta-feira (29), o Rio já registra 794 mortes desde o início da pandemia e 8.869 casos confirmados de Covid-19. Nas últimas 24 horas foram confirmados 56 óbitos  e 365 novas pessoas infectadas com o coronavírus. A secretaria ainda investiga outras 275 mortes suspeitas.

O estado do Rio já está a beira de um colapso na rede de saúde. Ao todo, na rede pública só há 15 leitos de UTI para pacientes infectados com o coronavírus enquanto 333 pessoas com Covid aguardam um na fila por uma vaga de terapia intensiva.

A capital continua sendo o epicentro da pandemia no estado e registrou 40 óbitos nas últimas 24 horas. Na cidade do Rio há  1216 pacientes internados com suspeita de covid, sendo 360 em UTI.

Na cidade do Rio 97% dos leitos de UTI para pessoas infectadas com Covid-19 estão ocupados. Em enfermarias, os números também são preocupantes, com apenas 7% dos quartos livres. Enquanto isso, somente na capital, 317 pessoas aguardam por um leito de CTI.

A cidade do Rio já acumula 5.689 casos e 496 mortes e dos dez bairros com mais óbitos no Rio, apenas Copacabana, Tijuca e Bonsucesso não são da Zona Oeste:

Os municípios com mais óbitos de coronavírus são:

As cidades com mais casos de Covid no estado são: