Coronavírus: Covas determina fechamento do comércio em São Paulo

Henrique Gomes Batista

SÃO PAULO - O prefeito Bruno Covas determinou o fechamento do comércio da cidade de São Paulo até o dia 5 de abril, como forma de conter o avanço do novo coronavírus.

De acordo com o decreto, a medida afeta apenas atendimentos presenciais. E não vale para farmácias, hipermercados, supermercados, mercados, feiras livres, bares, restaurantes, padarias, lojas de conveniência e de venda de alimentação para animais e postos de combustível. Mas mesmo esses estabelecimentos precisarão respeitar algumas normas para funcionar na maior cidade do país.

- Para o funcionamento, esse tipo de comércio terá que intensificar ações de limpeza, disponibilizar álcool em gel aos clientes e divulgar amplamente informações sobre prevenção da COVID 19, além de manter espaçamento mínimo de 1 metro entre mesas (para restaurantes e lanchonetes) – afirma.

O decreto também estabelece uma fiscalização para evitar que lojas e outros estabelecimentos sejam abertos.