Coronavírus deixa mais de 28.000 mortos na França, 483 nas últimas 24h

Paciente infectado com COVID-19 é levado para unidade de terapia intensiva no hospital Emile Muller, em Mulhouse, leste da França, 17 de abril de 2020

Mais de 28.000 pessoas morreram por COVID-19, na França desde 1º de março, incluindo os 483 óbitos das últimas 24 horas - informou o Ministério da Saúde neste domingo (17).

O aumento é o mais significativo das últimas semanas e se deve, basicamente, aos falecimentos nos lares para idosos em outras instituições que prestam atendimento médico-social (+429, em relação a sábado, contra +54 nos hospitais), elevando o total de mortes a 28.108.

A Direção Geral de Saúde não pôde informar à AFP as razões para este aumento importante e limitou-se a indicar que todos os balanços diários se realizam com uma "atualização dos dados transmitidos pelas agências regionais de saúde" à agência sanitária nacional.

Ao contrário, as hospitalizações e internações em unidades de terapia intensiva (UTIs) continuam baixando.

Atualmente, há 2.087 doentes graves de COVID-19 em UTIs na França, enquanto há uma semana eram 2.776. Neste domingo, deram entrada 24 novos casos graves em terapia intensiva (contra 38 há uma semana).

Desde que a epidemia começou, 98.569 pessoas foram hospitalizadas, 17.500 das quais em cuidados intensivos. Mais de 61.000 se curaram.