Coronavírus: festas de aniversário em quarentena viram desafio criativo durante pandemia

Gilberto Porcidonio
O aniversário do empresário Fabiano Leoni teve transmissão online com música ao vivo e até delivery de cerveja e comidinhas para os amigos

Não é todo dia que se faz aniversário e também não é todo dia que se enfrenta uma pandemia que já é considerada o desafio de uma geração. O avanço da Covid-19 tem forçado os cariocas a manterem reclusão social para evitar a disseminação do novo coronavírus. Por isso, esse momento de quarentena tem sido um desafio e tanto para que a data especial não passe de forma melancólica.

O empresário tijucano Fabiano Leoni, que comemorou seus 31 no último dia 20 de abril, está morando em São Paulo e havia decidido, que comemoraria a data em uma casa alugada em Búzios, na Região dos Lagos, junto dos amigos. O avanço da pandemia frustou a sua programação, mas Fabiano não se deu por vencido:

— No dia, a galera começou a me dar parabéns e falei para a minha esposa:"vamos montar uma festa online? Mas uma festa legal, não é só chamar a galera no hangout não. Então chamamos umas 30 pessoas e liguei para a dupla que tocou no meu casamento, o Danúbio e a Nala, e contratei eles. Coloquei eles direto na live por outro link — detalhou Fabiano.

A celebração online, que teve até convite enviado por WhatsApp, acabou rendendo bem mais do que música ao vivo. Fabiano chegou a enviar, via aplicativos de entrega, cerveja e comidinhas, como hambúrguer, para as casas dos convidados.

— Foi uma loucura. O meu banco chegou até a bloquear a minha conta porque eu fazia pedidos para Rio e São Paulo e eles acharam que poderia ser fraude — se diverte o empresário. — A galera não acreditou muito que eu mandei a cerveja. Ficaram: "ah, está de sacanagem?".

Em Vila Isabel, a fotógrafa Malu Vieira precisou trocar a celebração de seus 37 anos com um piquenique em uma das cachoeiras da Floresta da Tijuca, por um churrasco feito em casa com seu marido e seus dois gatos. Os amigos compareceram online, através de uma transmissão ao vivo que fez via Instagram. A transmissão teve cerca de 100 pessoas.

— Eu acordei, fiz um bolo pela primeira vez na vida, fiz maquiagem e coloquei roupa de festa. Fiquei até cansada depois de tudo porque foi um dia intenso — relatou Malu.

Coronavírus: veja as últimas notícias sobre a Covid-19

Demonstrações de carinho do aniversariante com seus convidados virtuais é realmente algo que tem conquistado quem celebra mais um ano de vida. Em Volta Redonda, no Sul Fluminense, a bancária Agatha Costa comemorou seus 31 anos em casa, junto de seu marido e de seus filhos de 6 e 2 anos. O planejamento de ir para um sítio com a família foi frustrado com a reclusão social deste momento. Porém, Agatha, que também é decoradora, preparou um bolo, docinhos e uma mesa especial que continha as mensagens "Tudo vai passar", "Gratidão" e "O amor mora aqui". A resiliência emocionou os amigos e parentes que fizeram uma chamada de vídeo na hora de cortar o bolo.

— A mensagem é pra todo mundo que não pode estar junto e com gratidão, porque, apesar de tudo, estamos aqui sobrevivendo e com saúde. Foi para agradecer independente do caos — explica a bancária.

A distância deste momento não tem sido sinônimo de distanciamento afetivo. Em Botafogo, a fotógrafa Clara Salamonde, de 35 anos, comemorou o aniversário da filha de 5 anos, a Mel, no dia 20 de março do jeito que a criançada gosta: bolo, brigadeiro e "parabéns pra você". os amiguinhos estiveram presentes, mas através de um varal montado na sala, com o nome de cada um, com quem a menina ficou interagindo durante sua festa. E ficou super feliz.

— Ela ficava brincando. Às vezes, caía um nome e ela falava “ih, um convidado meu caiu!”. É legal porque ela está querendo aprender a ler e a escrever e fica tentando ler os nomes.Virou uma brincadeira até agora — disse a mãe.

Compartilhe por WhatsApp: clique aqui e acesse um guia completo sobre  o coronavírus