Coronavírus: Governo descarta repatriar brasileiros em quarentena na Itália

André de Souza

BRASÍLIA — O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, descartou, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, a possibilidade de trazer brasileiros isolados na Itália, a exemplo do que foi feito com os que estavam na região da cidade de Wuhan, na China.

Isso porque na parte da Itália em quarentena até esta segunda vivem dezenas de milhares de brasileiros, e na região de Wuhan apenas 34 quiseram retornar ao Brasil.

— Temos informações de que tem de 70 a 80 mil brasileiros que moram nessa região. Não existe no radar essa possibilidade de repatriação dos que estejam na Itália — disse Gabbardo.

Na tarde desta segunda, porém, o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, informou que as restrições aos deslocamentos foram estendidas para o país inteiro, como medida para conter o coronavírus, que já matou 463 pessoas na Itália e infectou mais de 9 mil.

"Fiquem em casa", pediu conte à população.