Coronavírus: Homem é acusado de terrorismo por tossir em funcionária num supermercado nos Estados Unidos

Em Nova Jersey, um homem está sendo acusado de terrorismo após supostamente tossir em uma funcionária de um supermercado e, em seguida, alegar estar infectado com o coronavírus.

Em entrevista coletiva, o governador de Nova Jersey  Phil Murphy disse que o homem começou a brigar com a funcionária da loja Wegmans no domingo.

- Ele tossiu na direção da mulher e disse a ela que ele tinha coronavírus-  disse Murphy, que chamou o homem de idiota.

Identificado como George Falcone, de 50 anos, ele recusou-se a dar à polícia seu nome ou carteira de motorista por mais de 40 minutos.

Além da ameaça terrorista, ele será acusado de assédio e obstrução da justiça, de acordo com o governador.

-Não aceitaremos nenhum comportamento deste tipo - afirmou Murphy.