Coronavírus: Ministério da Saúde desconhece resultados de mais de 100 mil testes da rede privada

Renata Mariz, Gustavo Maia e Leandro Prazeres
(Brasília - DF, 09/04/2020) Palavras do Secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira.Foto: José Dias/PR

BRASÍLIA - Cerca de 90 mil testes para Covid-19 estão em fila de espera aguardando processamento e outros mais de 100 mil realizados em serviços privados não tiveram seus resultados compartilhados com o Ministério da Saúde. Os problemas na testagem e nas notificações foram comentados por Wanderson Oliveira, secretário de Vigilância em Saúde da pasta, nesta terça-feira em coletiva de imprensa.

- Sabemos que pelo menos as grandes redes (de laboratórios privados) têm mais de 100 mil exames que não entraram nos sistemas (do Ministério da Saúde). E não sei precisar quantos são positivos -afirmou Wanderson.

Leia também

De acordo com ele, a notificação nesses casos está prevista em legislação da década de 1970 e tem de ser cumprida por parte dos laboratórios. Ele disse ainda que o dado apurado três dias atrás apontava 93 mil testes aguardando processamento no país.

Um outro problema de falta de informações precisas, segundo Wanderson, está na aplicação dos testes rápidos disponibilizados pelo governo, que ele afirmou serem 3 milhões:

- Distribuímos os testes rápidos. Os dados de quem usou e deu negativo, ou de quem usou e deu positivo não estão chegando ao Ministério da Saúde - afirmou.