Coronavírus "não está sob controle" na região de Paris, diz executivo de hospital

·1 minuto de leitura
Pandemia da Covid-19 na França

PARIS (Reuters) - A situação do coronavírus está piorando na região da grande Paris, onde os hospitais estão sob grande pressão, disse Martin Hirsch, diretor-geral da organização de hospitais AP-HP Paris, nesta quarta-feira.

Hirsch disse à rádio RTL que há duas opções para se conter a doença: um lockdown local de final de semana, já em vigor em outras partes do país, e um lockdown mais abrangente na região.

"O vírus não está sob controle. Há tantos pacientes em unidades de tratamento intensivo hoje quanto havia no pico da segunda onda", disse.

Na terça-feira, o primeiro-ministro da França, Jean Castex, disse que chegou a hora de adotar mais restrições do coronavírus na região da grande Paris.

Hirsch disse que quase 1.100 pessoas estão em UTIs de Covid-19 na região e que o número pode chegar a 1.700 até o final do mês se a tendência atual se mantiver.

Em tempos normais, a região da grande Paris tem uma capacidade de mil leitos de UTI, disse Hirsch.

Na França como um todo, havia 4.239 pacientes com Covid-19 em UTIs na terça-feira, cifra próxima do nível mais alto em quatro meses.

(Por Sudip Kar-Gupta e Benoit Van Overstraeten)