Coronavírus: Pacientes submetidos a diálise devem seguir protolocolos e não suspender tratamento

RIO - A Secretaria de Estado de Saúde informa que, além das recomendações gerais de prevenção do coronavírus, como higienização de mãos e cuidados respiratórios, as instalações ambulatoriais de hemodiálise e seus profissionais de saúde e os pacientes renais crônicos devem seguir as novas regras.

Veja as seguintes orientações:

Os profissionais de saúde de clínicas de diálise devem usar habitualmente Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como capote resistente a líquidos, luvas de procedimento, máscara cirúrgica, gorro, óculos de proteção ou protetor facial. Se apresentarem sintomas, os profissionais de saúde devem ficar em isolamento domiciliar.Pacientes renais que precisem ir às clínicas de diálise e e estiverem apresentando sintomas devem comunicar a suspeita ao quadro de profissionais para que, desde a sua entrada, recebam máscaras e para que haja um preparo do espaço de tratamento.Diante de pacientes suspeitos, as áreas externa e interna, incluindo de espera e de tratamento, devem preservar uma distância de, no mínimo, dois metros entre os pacientes. Pacientes sintomáticos devem ser dialisados a pelo menos dois metros dos demais pacientes ou, se possível, em uma sala separada com a porta fechada.